Nota do SATED-SP (Sindicado dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado de São Paulo): Sobre o recrudescimento da pandemia de COVID 19

QUEREMOS TRABALHAR!

Sempre quisemos trabalhar, mas gritar essa
máxima palavra de ordem em contraposição a necessidade do distanciamento social e
à complexa realidade da pandemia no Brasil hoje, com as crescentes taxas de infecções
e recordes de mortes seria no mínimo um contrassenso que denota alguma falta de
empatia e solidariedade com a famílias que tiveram perdas de seus entes queridos e as
tantas pessoas que disputam um leito de UTI.
Chegamos a essa situação principalmente pela irresponsabilidade de quem
deveria dar o exemplo, mas escondeu-se por detrás de um NEGACIONISMO apoiado
em falsos postulados e mentiras deslavadas para negar a dura realidade que toma
conta do Brasil. Chegamos a essa situação pela incompetência de quem deveria
organizar o combate contra a doença, mas escondeu-se na pequenez de quem não
tem a estatura de um homem de Estado. Então é preciso dar nome aos bois e ao gado,
e dizer que o PRESIDENTE BOLSONARO a todo momento agiu e tem agido
diligentemente contra seu próprio povo, tal qual um HEROI DE TRAGÉDIA.
O SETOR ARTÍSTICO, CULTURAL E ENTRETENIMENTO tem pago um alto
preço durante a pandemia, penalizando sobretudo os trabalhadores e trabalhadoras.
Nesse cenário, desde o início da pandemia, o SATED-SP sempre buscou todas as
formas e meios para socorrer os profissionais do setor, batendo em todas as portas, e
mesmo nas inúmeras que se fecharam. Sempre orientamos pelo distanciamento social
e cumprimento dos protocolos e medidas sanitárias, em contraposição a todo
obscurantismo propalado pelas fake news e o próprio Governo Federal, e entre a
economia e a vida, decidimos ficar com a vida. FIQUE COM A VIDA!
Nesse momento de retomada da fase vermelha no Estado de São Paulo,
mais uma vez ficaremos em casa, mesmo sabendo que mais uma vez se evidenciará as
enormes desigualdades entre os territórios e as classes sociais, como já vimos
anteriormente, como é a realidade do Brasil e que são as mesmas desigualdades
contra as quais temos lutado uma vida inteira. Enfim, FIQUE EM CASA, se puder.
No entanto,
Precisamos que o Governo do Estado de São Paulo, na pessoa do
Governador João Dória, assuma a responsabilidade com POLITICAS COMPENSATÓRIAS
que garantam recursos para sobrevivência dos TRABALHADORES E TRABALHADORAS
que tem suas atividades paralisadas e não tem nada mais para vender do que sua
própria força de trabalho.
Precisamos que empresas internacionais de produção e difusão de
conteúdo audiovisual tais como a NETFLIX E AMAZON que faturam milhões de dólares
durante a pandemia, assumam sua responsabilidade social com os trabalhadores e trabalhadoras artistas e técnicos nesse momento.

Estamos no centro da história. A irresponsabilidade e a incompetência
alçaram o Brasil na condição potencial de produzir NOVAS CEPAS DO VÍRUS, colocando
ainda mais em risco o nosso povo e a população mundial. Com efeito, o SATED-SP
defende o aumento das restrições assinaladas pela FASE VERMELHA no Estado de São
Paulo, e conclamamos, todos os ARTISTAS E TÉCNICOS para mais esse sacrifício
verdadeiramente patriótico, ao passo que, em nenhum momento deixaremos de
cobrar do Governo do Estado e das empresas internacionais de audiovisual uma
compensação que garanta a sobrevivência dos profissionais do setor.

Vamos em frente!

Deixe uma resposta